domingo, 15 de dezembro de 2013

A Ilusão em pessoa

Quando abri os olhos a luz do sol bateu-me nos olhos fazendo com que eu os rapidamente voltasse a fechar. Às apalpadelas sai da cama e fui para a casa de banho lavar a cara. Abri lentamente os olhos e, olhando para o meu reflexo, tentei decifrar o que se tinha passado na noite anterior pois eu estava de roupa interior e de cabelo completamente despenteado. 
Após tentar domar o cabelo, regressei para o meu quarto e fiquei estupefacta assim que me cheguei ao pé da cama... Estava ali deitado um homem moreno e musculado de cabelos negros! Mas quem era ele?! 
De repente ele agarra-me, puxa-me para dentro da cama e beija-me apaixonadamente. Não sabia o que fazer! Sussurrou-me ao ouvido para relaxar e apenas me deixar levar.
Acariciou-me os lábios com o pulgar e simultaneamente olhou-me nos olhos com desejo. Beijou-me novamente. Os seus lábios eram tão suaves e doces que provocavam em mim este desejo que querer mais e mais. Inspiro, expiro, suspiro. Ele toca-me suavemente... os seus movimentos são tão rápidos e ágeis que me impedem de me desenlaçar da fantasia... gemido... Ele prende-me em seus braços puxando-me mais e mais rápido para ele. Estamos tão perto do precipício, tão longe da realidade. Inspiro, expiro, suspiro. Não quero que ele pare... gemido... Caímos no precipício, ofegantes, beijámo-nos... Adormeço.
Voltei a abrir os olhos, está de noite, está escuro e estou sozinha na cama. Levanto os lençóis e vejo que o meu corpo está coberto por pijamas. Bocejo. Saiu desastradamente da cama e percorro a casa, porém não há sinal de ninguém, nem de vestígios de alguém ter estado em casa aquela manhã...  Bocejei. Voltei para a cama, deve ter sido apenas um sonho...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Posts Mais Vistos: