quinta-feira, 23 de maio de 2013

«Princesa»

Texto Dedicado à C.Camacho.

A sua voz terna e grave estremeceu ao meu ouvido provocando no meu corpo um arrepio... A sua voz permanecera igual apesar dos anos todos que tinham passado! «Princesa», voltou a dizer porém no meu outro ouvido, voltei a arrepiar-me. Senti as suas mãos na minha cintura puxando-me para ele. O seu calor aqueceu-me as costas provocando-me novamente um arrepio pelo meu corpo todo... «Princesa,» - repetiu ele - «nunca devia ter-te abandonado... Não sabia o que estava a perder, não te dei valor...» apertou-me mais contra ele enterrando a sua face na cavidade entre o meu ombro e a minha clavícula. «Sei que te fiz sofrer, mas mudei... quero corrigir os erros que cometi. Poderás alguma vez me perdoar?».
De repente, viro-me para ele e vejo no lago azul dos seus olhos, agora transbordados de lágrimas, o seu sofrimento, dor e saudade como que numa súplica para que voltasse a me entregar a ele. Tocou-me na face. «Desculpa» murmurou. [...]

Sem comentários:

Enviar um comentário

Posts Mais Vistos: